NOTICIAS

Pedro Taques afirma que a farda da PM deve ser grossa, mas o trato fino e cobra proximidade das bases

   18/01/2016
Fonte: Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco   

Lealdade, disciplina e coragem são as cobranças do governador José Pedro Taques (PSDB) para o novo comandante geral da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel Gley Alves Castro, e ao secretário de Estado de Segurança Pública, Fábio Galindo Silvestre. “A farda deve mesmo ser grossa, mas a atitude [no diálogo com a sociedade] bastante fina”, observou ele, perante centena de pessoas, na noite desta segunda-feira (18), na posse de Gley Alves, em substituição ao coronel Zaqueu Barbosa, demitido na semana passada.
 
Pedro Taques afirmou que nenhum governador se comprometeu com a segurança pública, nas últimas décadas, como em sua gestão. “Convocamos 1.300 concursados para as polícias Militar e Judiciária Civil; compramos 1.200 pistolas, 3.000 coletes [à prova de balas], 200 novas viaturas e 174 motocicletas, a serem entregues em fevereiro”, pontuou ele, para a reportagem do Olhar Direto.
 
“Qualquer um dos 32 coronéis da nossa Polícia Militar possui capacidade e competência para comandar a PM. Tanto que eu tenho orgulho da PM de Mato Grosso”, afirmou o chefe do Poder Executivo.  
 
Pedro Taques determinou que Galindo e Gley Alves ampliem o diálogo  com as bases populares, Conselhos de Segurança (Consegs) e organizações sociais, para reduzir a criminalidade, em Mato Grosso. “O senhores vão ter que conversar com o movimento comunitário, ara a cara, para buscar informações que permitam reduzir e prevenir o crime”, ensinou ele.
 
“Deixei para cumprimentar o senhor Fábio Galindo por último, por estar sobre seus ombros a missão de imprimir o nosso ritmo na segurança”, emendou Taques, depois de agradecer o seu amigo e ex-secretário, promotor de justiça Mauro Zaque; e o coronel Zaqueu Barbosa.
 
Deixando claro quem é que manda na Secretaria de Estado de Segurança Pública, Fábio Galindo avisou que vai exigir trabalho integrado das Polícias Civil e Militar. “A segurança avançou muito, em 2015. Mas é necessário caminhar mais e, para isso, torna-se indispensável a sinergia na relação das Polícias, na conversa franca do cotidiano, perante o comando da Secretaria”, citou ele.
 
E o recado de Galindo foi claro, justamente por sabes que um dos problemas do antecessor Mauro Zaque estava no fato de o comandante da PM despachar direto com o governador e “trazer o bolo pronto”, sem uma análise de a SESP.
  
Gley Alves recordou sua origem humilde e, principalmente, sua origem do convívio com o movimento comunitário. “Tenho plena consciência dos desafios que estão por vir e da  missão para à qual fomos convocados. Vamos cumpri-la, com lealdade e destemor”, anunciou Alves, que vem de uma família com vasta tradição militar, em Mato Grosso.  

Comentários
Noticias Relacionadas
Publicidade
Facebook
Parceiros
Marli aparecida Dos Santos

meu nome é Marli Aparecida dos Santos moro em Ivinhema mato grosso do sul e estou a procura do meu irmão José Rogério dos santos que não temos noticias desde 2007.Por favor se alguém souber ou tiver alguma noticia favor entrar em contato pelo telefone (067) 9671-3411 Marli ou (67)9989-2917 Edvando. Muito obrigada