NOTICIAS

PF faz operação contra exploração e comércio ilegal de ouro em MT

   29/10/2015
Fonte: Denise Soares Do G1 MT   

Organização criminosa tem envolvimento de servidores da Sema e Metamat.
Servidores receberiam vantagens indevidas para liberação de licenças.

Uma organização criminosa responsável pela exploração e comércio ilegal de ouro na região norte de Mato Grosso é alvo de uma operação da Polícia Federal, nesta quarta-feira (28). De acordo com a PF, o esquema tem envolvimento de servidores da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e de funcionários da Companhia Mato-Grossense de Mineração (Metamat).

A operação, batizada de ‘Mãe do ouro’, não teria relação com a situação do garimpo em Pontes e Lacerda, a 483 km da capital.

Em nota, a Sema informou que agentes da PF estiveram no órgão para cumprir mandado de busca e apreensão nos postos de trabalho de dois servidores da Coordenadoria de Mineração, referente a processos de licenciamento do ano de 2013.

Ainda, a secretaria disse que não obteve informações sobre quais são as denúncias contra os servidores, mas que se colocou à disposição para prestar esclarecimentos. Por telefone, o presidente da Metamat, Elias Santos, declarou que quatro agentes da Polícia Federal estiveram na sede da empresa, em Cuiabá, na manhã desta quarta-feira.

“Eles procuraram por um servidor que ocupava um cargo de confiança, mas que foi exonerado em março deste ano. Eles tinham a informação que ele trabalhava aqui ainda, demos todas as informações solicitadas”, disse Elias ao G1. De acordo com o presidente, a Metamat é uma empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Devem ser cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, 11 de prisão preventiva e um de condução coercitiva. Os mandados devem ser cumpridos em Cuiabá, Nova Bandeirantes, Alta Floresta, Apiacás e Peixoto de Azevedo. Os servidores da Sema e Metamat teriam participação ao receber vantagens indevidas para liberação de licenças ambientais e para o esquentamento do ouro.

Até a manhã desta quarta-feira algumas barras de ouro e diversas notas de dinheiro foram apreendidas pelos policiais, além de uma arma.

Operação contra exploração ilegal de ouro apreendeu arma (Foto: Assessoria/ Polícia Federal de MT)Operação contra exploração ilegal de ouro apreendeu
arma (Foto: Assessoria/ Polícia Federal de MT)

Operação
Todos os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Sinop, a 503 km de Cuiabá, contra alguns dos principais garimpeiros do norte do estado, além de proprietários dos postos de compra de ouro responsáveis pelo ‘esquentamento’ do mineral e de servidores públicos estaduais.

Nessa organização criminosa, a polícia identificou a extração ilegal de ouro em vários pontos da região norte, abrangendo extensas áreas com a utilização de maquinários pesados, causando grave degradação ao meio ambiente. A organização também teria aquisição de ouro por postos de compra instalados nas cidades de Nova Bandeirantes, Alta Floresta, Apiacás e Peixoto de Azevedo.

Conforme a PF, os presos responderão por crimes ambientais, usurpação de bens da União, lavagem de dinheiro, organização criminosa e corrupção ativa e passiva. O nome da operação faz referência à lenda da Mãe do Ouro, que no folclore brasileiro significa uma bola de fogo, que às vezes se transforma em uma mulher e indica os locais onde se encontram jazidas de ouro que não devem ser exploradas.

Comentários
Noticias Relacionadas
Publicidade
Facebook
Parceiros
Marli aparecida Dos Santos

meu nome é Marli Aparecida dos Santos moro em Ivinhema mato grosso do sul e estou a procura do meu irmão José Rogério dos santos que não temos noticias desde 2007.Por favor se alguém souber ou tiver alguma noticia favor entrar em contato pelo telefone (067) 9671-3411 Marli ou (67)9989-2917 Edvando. Muito obrigada